Deprecated: Function set_magic_quotes_runtime() is deprecated in /home/harlleybh/abrolhos.syssolution.com.br/textpattern/lib/txplib_db.php on line 14
www.ilhasdeabrolhos.com.br: espaco_aberto_reinaldo

O início desta paixão...

Como tudo começou
Reinaldo Lopes Moreira

Em novembro de 2002 eu estava de férias em Nova Viçosa / BA e gostaria de fazer um passeio por alguma ilha da região, dentre as opções estava Abrolhos (concorrendo com Barra Velha e Coroa Vermelha – outras opções de passeio de barco / lancha desta cidade), depois que vi as fotos não tive dúvidas, estava decidido a ir para Abrolhos.

Dia 24/11/2002, as 06:30hs eu estava na Costa Azul turismo, onde a lancha sai para fazer o passeio até o arquipélago, o tempo estava nublado, com muitas nuvens e nenhum sinal do Sol. A expectativa era grande, tanto quanto a presença do Sol quanto a esperança de encontrar alguma baleia por lá (as baleias Jubarte ficam em Abrolhos de Julho até Novembro para se reproduzir).

Saímos de Nova Viçosa aproximadamente as 06:45hs, com direito a um belíssimo passeio até Caravelas através do Rio Peruíbe, onde pode-se observar o manguezal, um belíssimo lugar com paisagens incríveis. Enquanto fazíamos este trajeto, nem sinal do Sol. Saímos de Caravelas por volta das 07:40hs em direção ao arquipélago. Duas horas depois, estávamos começando a ver as ilhas, bem de longe, enquanto a expectativa ia aumentando e o sol começava a aparecer.

Ao chegar no arquipélago, os primeiros sinais da beleza de Abrolhos: um belo cardume de “Budiões” começaram a nadar próximos a nossa lancha, foi uma parceria perfeita, Sol Forte, Águas límpidas e cristalinas e os diversos peixes para ajudar na paisagem! Começava a nascer uma grande paixão!

Um funcionário do Parque Nacional veio até a lancha para fazer uma palestra. Ele falou sobre a importância em preservar a natureza presente em Abrolhos, em seguida, partimos de bote para fazer um safári fotográfico até a Ilha Siriba, onde poderíamos ver de perto os Atobás e conhecer um pouco mais sobre Abrolhos. Ao desembarcar na ilha, ficamos espantados com os Atobás (aves que vivem em Abrolhos), eles não tem medo dos turistas, chegam muito próximos de todos, permitindo belíssimas fotos, mesmo para quem não tem muita intimidade com máquinas fotográficas.

Após o passeio pela Ilha Siriba, enfim chegou a hora de mergulhar nas águas cristalinas de Abrolhos, um momento esperado por todos. Quando caímos na água, as surpresas não paravam de aparecer: era um peixe mais bonito que o outro, com inúmeros cardumes das mais diversas cores e tamanhos; os corais – imponentes naquelas águas claras e quentes – com alguns endêmicos desta região, ou seja, só existem em Abrolhos: Millespora brasiliensis, Mussimilia brasiliensis (popular coral-cérebro), M. hartii, M. hispidad, dentre outros.

Depois de quatro horas mergulhando nas águas de Abrolhos, tivemos que voltar para Nova Viçosa, porém totalmente revigorados, com belas fotografias e incríveis imagens que estão guardadas até hoje em nossas memórias, além da certeza de que Deus existe – e que é Brasileiro!

Com tantas belezas assim, até esquecemos das baleias Jubarte, que já haviam partido para as águas geladas da Antártica, mas da próxima vez, elas com certeza estarão presentes para abrilhantar ainda mais este passeio maravilhoso!

Reinaldo Lopes Moreira
Idealizador do site Ilhas de Abrolhos